quarta-feira, 2 de setembro de 2009

A estagiária está feliz...

Há uns dois dias, aqui na rua, fizeram-se ouvir 3 cãesinhos bébés...
Fui espreitar.. Eram reguilas, amorosos, iguais e do mesmo tamanho, o que pressupunha que seriam irmãos.. e eram abandonados..
Não é a primeira vez que deixam por estes lados cãesinhos bébés..
Sabem que há sempre quem os adopte..
A minha vontade era ter ficado logo com eles.. mas tenho já um cão grande que é pouco amistoso com outras criaturas da sua espécie...
Segui-os com o olhar.. eles lá iam.. a descer a rua.. todos contentes a brincar e a ladrar..
Fiquei com o coração apertadinho...

Hoje ouvi uns barulhos semelhantes aos que faziam e fui a correr ver..
Eram eles.. de trela.. limpinhos e acompanhados de duas meninas sorridentes por terem uns cachorrinhos novos..

Fiquei feliz...

Não percebo gente capaz de abandonar animaisinhos destes.. indefesos..
Vi há tempos que, até por causa da crise, o animal de estimação é das primeiras despesas a ser cortada..
Enfim..

Fica o vídeo que me emocionou quando passou na tv..
Abram-se as consciências!!!!



11 comentários:

Mary disse...

ai ai ai vou dizer-te que me cairam algumas lagrimas ao ver o video...
é incompreensivel abandonar um animal...
enfim existe gente para tudo... infelizmente
beijinho

becodosprazeres disse...

a minha apple pie foi adoptada do gatil. já adoptei outra gata para oferecer a uma amiga. quando as pessoas me dizem que gostavam de ter um animal digo sempre: canil contigo. estão lá imensos que adoravam ser o teu animal de estimação. :)

Ricardo Gomes disse...

Tens um coração tão doce :)

Galo (ex Fred Eat Cock, porque me apeteceu mudar) disse...

Eu tenho uma rafeirinha meio pelo de arame, que apanhei na rua por volta dos 3 meses.
Era uma coisinha frágil e assustada e tinha tantos parasitas que metia dó.
Hoje é a coisamailinda que me acompanha pa todo o lado, que tem lugar cativo no carro e no meu coração (tem uma caixa presa ao assento, onde viaja e onde fica quando vou às compras) e não noto que seja um peso no orçamento. Tirando as vacinas, uma vez por ano e o desparasitante trimestral, não dá despesa por aí além.
Aos cinco anos (2005) eu andava tão paranóico com tumores que lhe inspeccionava as maminhas com frequência e acabei por lhe descobrir um pequeno tumor. Seis meses depois de eu ter apanhado o meu próprio susto, era a vez da minha amiga. Mas acho que ambos nascemos com sorte. Vamos a caminho dos cinco anos sem sinais de reincidência, o que ainda nos torna mais cúmplices.
Acho que se a minha vida desse para o torto a dela também daria, mas juntos passaríamos pelas mesmas privações. Abandono é que nunca. Era como abandonar um filho.

Beijinho, Sra Estagiária. E porte-se mal, ok?

GZ disse...

apetece-me bater nesses artistas que abandonam os bichos, sempre tive animais... cães, gatos, hamsters a correr lá por casa e NUNCA faria um coisa dessas... pelo contrário ganhei o hábito do meu pai de os adoptar e deixar lá por casa.

qual é o teu cão?

bj

Patrícia disse...

Que bom que arranjaram umas donas sorridentes! Uff, fossem todos os seus destinos iguais aos desses...

Tiago disse...

Os animais são nossos amigos. Excepto, quando ladram às 4h30 da manhã, quando marcam território no pneu do carro, quando fecham a boca (dasse que doi), quando se agarram à nossa perna a pensar que é a bela da fêmea (a dar em falso e ainda conseguem fazer cara feliz)... fora isso são umas criaturas que qualquer ser humano deve acolher e tratar como se fosse membro da familia...

Finalmente umas musicas como manda a sapatilha... ou os ténis como dizem os sulistas.

IM disse...

awww ainda bem que arranjaram donas :)
também não percebo quem são as pessoas que conseguem abandonar animais, enfim..
*

maria papoila disse...

eu adoro bichos e, se me põem à frente cães bebezitos, não aguento, quero-os todos só para mim!! mas infelizmente moro num apartamento sem quintal...não dá.

a estagiária disse...

GZ,
é um boxer.. 100% músculo! Mas 100% ternura... ;)

Patrícia disse...

Bem, até estou de boca aberta há uns 10 minutos a ler o teu post. Por causa da crise livram-se dos animais??????
Acho que vou ficar mal disposta o resto da tarde. O meu gato é da familia. Sou asmática e não dou o gato, mesmo a médica dizendo que o devia dar. Portanto imagina bem o meu choque com esta noticia.